quarta-feira, 30 de março de 2011

PINTURA - VAN GOGH

Vincent Willem van Gogh, conhecido por Van Gogh, nasceu em Groot-Zundert, na Holanda, a 30 de Março de 1853. Foi um extraordinário pintor do período pós-impressionista e um dos mestres da pintura de todos os tempos, considerado um dos pioneiros no elo de ligação das tendências impressionistas, com as aspirações modernistas. A sua influência é reconhecida na arte do séc. XIX através do expressionismo, do fauvismo e do abstraccionismo. O museu Van Gogh em Amesterdão homenageia os seus trabalhos e os dos seus contemporâneos. Van Gogh suicidou-se a 29 de Julho de 1890 em Auvers-sur-Oise, na França, um mês depois de ter pintado o famoso quadro «Campo de Trigo com Corvos».
Poet'anarquista
Van Gogh
Auto-Retrato e Foto do Pintor
BIOGRAFIA
30/03/1853, Groot-Zundert, Holanda 
29/07/1890, Auvers-sur-Oise, França 

A genialidade de Vincent Van Gogh somente foi reconhecida após a sua morte. Em vida, o artista holandês, que passou fome e frio, viveu em barracos e conheceu a miséria, vendeu apenas uma pintura _ "O Vinhedo Vermelho". Em maio de 1990, uma de suas mais conhecidas obras, "O Retrato de Dr. Gachet", pintado um século antes, justamente no ano da sua morte, foi comercializado por US$ 82,5 milhões. 

Maior expoente do pós-impressionismo, ao lado de Paul Gauguin e Paul Cézanne, Vicent Willen Van Gogh, foi sempre sustentado pelo irmão Theodorus, com quem trocou mais de 750 correspondências, documentos fundamentais para um estudo mais aprofundado da sua arte. Na sua fase mais produtiva (1880/90), Van Gogh foi completamente ignorado pela crítica e pelos artistas. Actualmente, os seus quadros estão entre os mais caros do mundo. 

Na infância, Van Gogh aprendeu inglês, francês e alemão. Mas, com apenas 15 anos, deixou os estudos para trabalhar na loja de um tio, em Haia (Holanda). Com 24 anos, achou que a sua vocação era trabalhar com a evangelização, chegando a estudar teologia, em Amsterdão. Pouco tempo depois, dividiu os seus poucos bens com os pobres e passou a ser sustentado pelo irmão, ao mesmo tempo em que iniciava a carreira profissional como pintor. 

Van Gogh, que também morou na França e na Bélgica (onde conviveu com mineiros extremamente pobres), pintou mais de 400 telas (os três anos anteriores à sua morte foram os mais produtivos). Uma mudança fundamental na vida do pintor holandês aconteceu quando Van Gogh trocou Paris por Arles, mais ao sul da França. Na pequena cidade, Van Gogh aluga uma casa e intensifica o seu trabalho, ao lado de Gauguin. 

Após um período de óptima convivência, os dois pintores começam a discutir muito e Van Gogh ataca Gauguin com uma navalha em dezembro de 1888. Inconformado com o fracasso do ataque e completamente transtornado, Van Gogh corta o lóbulo da sua orelha esquerda com a própria arma. Em seguida, embrulha o lóbulo e entrega-o a uma prostituta. Internado num hospital, recebe a visita do irmão Theodorus. No começo de janeiro de 1889, Van Gogh deixa o hospital, mas apresenta sinais evidentes de disfunção mental, às vezes, aparenta tranquilidade, noutras ocasiões, demonstra alucinação. 

Internado pelo irmão num asilo, Van Gogh não deixa de pintar. Por ironia, à medida que a sua saúde fica ainda mais deteriorada, a classe artística começa a reconhecer o seu talento, expondo alguns dos seus trabalhos em museus. Quando deixou o asilo, o pintor holandês foi morar nas imediações da casa do seu irmão. Nesta época, pinta, em média, um quadro por dia. Depois de ver os seus problemas mentais serem agravados, Theodorus decide que Van Gogh será tratado pelo médico Paul Gachet. Em maio de 1890, aparentando estar recuperado, Van Gogh passa a morar em Auvers-sur-Oise, a noroeste de Paris, onde pinta freneticamente. 

Em julho, uma nova recaída no estado de saúde do pintor holandês, que também demonstra inconformismo com as dificuldades financeiras enfrentadas pelo seu irmão. No dia 27, Van Gogh sai para fazer um passeio e toma uma decisão drástica, disparando um tiro contra si mesmo, no tórax. Cambaleando, volta para a sua casa, mas não comenta com ninguém que tinha tentado o suicídio. Encontrado por amigos, Van Gogh passa as últimas 48 horas da sua vida, conversando com o seu irmão (os médicos não conseguiram retirar a bala do tórax). No dia 29, pela manhã, o pintor morreu e o seu caixão foi coberto com girassóis, flor que ela amava. Aliás, a tela «Os Girassóis» é uma das obras-primas de Van Gogh.
Fonte: NetSaber
«Campo de Trigo com Corvos»
Van Gogh 

«O Vinhedo Vermelho»
Van Gogh 

«Noite Estrelada»
Van Gogh 

«Salgueiro em Sunset»
Van Gogh 

«A Ressurreição»
Van Gogh 

«Os Comedores de Batata»
Van Gogh 

«Crânio com Queima de Cigarro»
Van Gogh 

«PINTURA PÓS-IMPRESSIONISTA»
VINCENT VAN GOGH

2 comentários:

Anónimo disse...

Grande pintor, muito boa publicação. Este blogue a continuar a este nível arrisca-se a ser premiado.
Muitos parabéns pela qualidade cultural apresentada!

Anónimo disse...

Quanto a mim, está em "SÉRIO RISCO"...
Faço minhas as palavras do 1.º Comentador.

Parabéns e Muito Obrigada.

Uma Alandroalense (L...)